segunda-feira, 20 de maio de 2013

VIDA DE POBRE!



Dois meninos. Brincaram juntos por toda a infância, estudaram juntos até o segundo grau. Um fez pré vestibular particular e passou para o Curso de Direito, se formou, passou num concurso público e logo foi promovido.  O outro sem ter como pagar um cursinho, arranjou um emprego ganhando um salário mínimo e pouco tempo depois casou, porque sua namorada estava grávida.

Anos depois,  os dois se reencontram e conversam sobre suas vidas:

- E aí cara como vai?

- Tô bem, se é que se pode chamar de bem, vida de pobre!...E você?

- Rapaz, quanto tempo hein! E a mulher?

- Hum!... Tá lá,  embuxada de novo!... Já é o terceiro!

- kkk... Puxa, você foi rápido hein!...Mas vamos entrar aqui neste lanche, a gente toma uma coca e conversa.

- Tá, vai ser bom recordar os velhos tempos!

Os dois sentam, pedem a coca cola e ...

- E essa muleta aí cara,  o que foi isso?

- Essa é uma longa história! Eu agora tô aposentado!...

- Já,  tão novo assim?

- Foi aqui neste comércio mesmo!...Um cara me deu uma terçadada!... Quase rolou a minha perna! Fiquei meses de hospital...

- Rapaz!... Não me diga! Que merda tu fez?

- Nada, ele queria dinheiro e como eu não tinha! Paguei o pato com a perna!

- Tu é doido, meu?!... Que lugar maluco é este aqui?!...

- Meu mano, aqui é o Bairro Quietinho! O nome já diz tudo!... A gente paga para entrar e para sair!

- Quietinho?! ... é ...entendi. E como tu veio parar aqui?... O terreno foi de invasão?

- Sim. Consegui comprar uma madeira de segunda, para pagar a prestação e construí um barraco. É pequeno, mas pelo menos num pago aluguel! E tu não vai falar nada da tua vida? Só quer saber da minha?!...

- Ah cara...  casei, construi um casarão,  mas estou de briga com a mulher... Mas esquece...  Tô bem!  Agora,  tô preocupado é contigo! Cadê o menino, o meu afilhado?...

- Ele mora com a minha primeira mulher! Faz tempo que não vejo! Não sei nem como tá vivendo, o que ganho só dá pra fazer uma feirinha, pagar a luz e a prestação da TV que acabei de comprar.

- Não sobra nada?

- Sobram uns trocados, aí eu venho pra cá e torro numas cervejas, que é pra esquecer a tristeza!

- Caramba mano, tua vida tá feia mesmo!...Mas vou ver como posso te ajudar!... Posso te arranjar um emprego?!
-  Posso assumir  não!... Perco a aposentadoria!


Cabisbaixo ele vai embora pensativo, lembrando as brincadeiras de infância em que era dono de uma fábrica de carro e o outro dum posto de gasolina! Mas... Brincadeira é Faz de Conta... E a vida de verdade...  É mole não! 

Como aquele cursinho fez a diferença na sua vida econômica! Pois em outras áreas,  também está a procura da felicidade! Bem mas aí...  já é outra história!


 É PRA RIR...OU PRA CHORAR?

Este texto tem história verdadeira, os nomes não mencionados foi para 
proteção das identidades.



                                                    Bjokas no coração!



sexta-feira, 10 de maio de 2013

ACRE, levanta tua cabeça!

 ACRE, passando a limpo a corrupção!







É muito triste ver a nossa terrinha nos noticiários nacionais por corrupção,  pois nos orgulhamos de ser Acrianos!  Ainda assim, apoiamos o trabalho da Polícia Federal e confiamos na justiça!

quarta-feira, 1 de maio de 2013

AI, CORAÇÃO!

Ai coração...
Por que me  fizeste chorar
Quando penso
E quero,  a emoção dominar?

Ai coração...
Que meiga e tola sou eu
Que quero chegar até mim
Mas é a você que vejo passar?

Ai coração...
Por que me fazes assim torturar
Olho ao lado e não te vejo
E continuo... ainda assim,  a procurar?